Skip to main content

Article Category

Results Pack

Article available in the folowing languages:

Ciência cidadã: Exemplos inspiradores de participação social no Horizonte Europa

A ciência cidadã, que consiste na colaboração dos cidadãos com os cientistas na investigação e inovação, tem potencial para melhorar a excelência e o impacto da investigação e aprofundar a relação entre a ciência e a sociedade. O presente Results Pack apresenta 12 projetos financiados pela UE que estão a desenvolver boas práticas e a reforçar as capacidades e as redes necessárias para promover colaborações eficazes com os cidadãos de toda a Europa.

Climate Change and Environment
Society
Health

Uma das prioridades políticas do Espaço Europeu da Investigação renovado é melhorar a interação entre o sistema de investigação e a sociedade em geral. O Pacto para a Investigação e Inovação na Europa, adotado pelo Conselho da UE em novembro de 2021, definiu a responsabilidade societal como um dos seus princípios de base. O envolvimento dos cidadãos na elaboração e na aplicação das políticas de investigação e inovação pode melhorar a qualidade dos resultados da investigação e o impacto do financiamento, ajudando, em última análise, a reforçar a confiança e o entendimento entre a ciência e a sociedade.

Colaboração e cocriação

No passado, o objetivo «Ciência com e para a sociedade» ao abrigo do Horizonte 2020 apoiou a participação social e a ciência cidadã. Através desta parte do programa, 25 projetos receberam 65 milhões de EUR. Estes programas procuraram alargar os limites da participação dos cidadãos na ciência e na inovação, reuniram provas de impacto positivo e estabeleceram boas práticas de referência. Os projetos envolveram os cidadãos em todas as fases da investigação e da inovação, desde a elaboração de programas e métodos à recolha e análise de dados, passando pelas atividades de acompanhamento e avaliação. Hoje, o Horizonte Europa representa uma mudança rumo a formas colaborativas de investigação e inovação: o programa dá prioridade à conceção partilhada e à cocriação e espera criar impacto através da cocriação com os cidadãos e os utilizadores finais. Os candidatos são incentivados a ponderar práticas de ciência aberta e a incluir os cidadãos e a participação social na sua metodologia, já que este aspeto faz parte do processo de avaliação. O Guia do Programa Horizonte Europa contém orientações específicas sobre a participação social. Além disso, a participação dos cidadãos e da sociedade são integradas nos «agregados» e nas missões da UE do Horizonte Europa dedicados à resolução dos desafios globais, colocando as necessidades dos cidadãos no centro dos objetivos de investigação. Esta atenção traduz o reconhecimento de que o êxito da investigação na Europa depende de uma participação extensa e de alta qualidade e da mobilização máxima das capacidades e da inteligência sociais. É, pois, essencial sensibilizar para as boas práticas, as redes de profissionais e as fontes de conhecimento. O Results Pack contém a descrição de 12 projetos inspiradores de participação cidadã e social apoiados pelo Horizonte 2020, que transmitem a forma como esta participação pode contribuir, de diferentes formas, para o Horizonte Europa. Os projetos selecionados demonstram a amplitude de áreas disciplinares e temas de inovação em que este modo de investigação e inovação pode intervir, proporcionando inspiração aos interessados em candidatar-se a bolsas do Horizonte Europa. Este Pack inclui os projetos ACTION, CitieS-Health e D-NOSES, que desenvolveram ferramentas e metodologias gerais para ajudar os cidadãos a combater as principais formas de poluição ou de alterações climáticas nos seus meios locais. O projeto InSPIRES desenvolveu modelos para envolver as partes interessadas em projetos de investigação e inovação num amplo conjunto de áreas através de oficinas da ciência, ao passo que outros foram mais específicos em termos de domínio, nomeadamente o CHERRIES, dedicado aos cuidados de saúde, e o GRECO, sobre energia solar. O projeto DITOs destaca-se pelo seu extenso alcance, através de uma abordagem personalizada de participação, ao passo que o WeCount envolveu os cidadãos na recolha de dados de trânsito, com o objetivo de definir novas políticas de transporte. O projeto SCALINGS investigou a forma como as práticas de cocriação variam entre cidades ou países e em que condições é possível aumentar a participação pública. O projeto MICS dedica-se a avaliar o impacto da ciência cidadã. Na brochura, encontrará ainda informações sobre a plataforma EU-Citizen.Science um polo comunitário de conhecimentos para intercâmbios científicos de alta qualidade entre cidadãos, bem como sobre a forma como o projeto WeObserve está a melhorar a coordenação entre os Observatórios de Cidadãos e as correspondentes atividades regionais, europeias e internacionais.